Os petróglifos da Maragatería

Os petróglifos da Maragatería são um dos poucos vestígios visíveis da população da zona antes da chegada dos romanos, e as cicatrizes que deixaram nessas terras as suas explotações de ouro. Labirintos e caçoletas foram talhados na rocha há uns de 4.500 anos, o que os converte em um dos conjuntos mais antigos do mundo. A sua localização oferece uma vista privilegiada do Teleno, um monte que os habitantes veneravam 2.500 anos depois, quando chegaram os romanos.

Os petróglifos da Maragatería

Os petróglifos da Maragatería

As gravuras rupestres encontradas em torno de Astorga são similares as encontradas na Galiza e em Portugal, conhecidas como petroglifos galaico-portugueses. Estão realizados sobre pedra, em suportes horizontais, pelo que as melhores horas para apreciá-los são as primeiras da manhã e as últimas de tarde.

¿Mapa estelar? Nós nunca saberemos...

¿Mapa estelar? Nós nunca saberemos…

Os petróglifos da Maragatería podem-se visitar de forma livre, inclusive com crianças. Para encontrá-los desde Astorga há que seguir a estrada LE-142 até Santa Colomba de Somoza; neste bonito povoado maragto desviamo-nos pela LE-6311 em direcção a Lucillo, atravessamos o povoado sem sair da estrada e, já fora, nos desviamos na LE-6425 em direcção Filiel. Não será necessário chegar a esta última localidade, um cartaz sinaliza perfeitamente o camino que há que tomar, no qual é possível estacionar. Caminhando uns de 200 metros chegaremos aos petroglifos, um dos monumentos ao ar livre mais singulares de Leão.

Mais informação: arte rupestre (WikiPedia).

Comments are closed.